domingo, 10 de fevereiro de 2008

Abri os olhos.

O que sinto por você eu jamais senti antes. Nunca tive problemas em escrever, e agora não consigo materializar uma palavra sequer pra expressar minhas emoções. Nunca fui dado a ciúmes, e agora não consigo suportar o fato de saber que você pode se interessar por outra pessoa. Nunca fui dado a choros constantes, e agora me pego chorando todos os dias de saudades de você. Nunca me imaginei longe da minha terra, e agora me vejo disposto a arder no inferno se for pra estar contigo. Nunca imaginei que o amor pudesse machucar quando fosse correspondido, e agora sinto essa dor em saber que tenho você mas que está longe de mim. Nunca pensei em mudar minha vida por alguém, e agora me pego fazendo coisas simplesmente pra não te desagradar. Nunca pensei que eu pudesse gostar de telefonemas, e agora passo horas esperando que meu celular toque. Nunca pensei que alguém pudesse transformar com tamanha intensidade a vida de outra pessoa. Nunca pensei que pudesse enxergar o amor, mas graças a você eu: ABRI OS OLHOS.

Um comentário:

Ricardo Gomes disse...

Se depender de mim , esses olhos abertos só verão felicidade, nao prometo que sera tudo perfeito, pq o perfeito é chato, vai ser assim como vem sendo, uma renovação, entrega e a certeza que não vamos achar nada melhor la fora.
Obrigado por ser parte de mim